quinta-feira, 22 de março de 2012

Fluídos de Completação

São os fluidos utilizados nos poços revestidos para efetuar os trabalhos de completação, workover e limpeza dos mesmos em condição de segurança e sem danificar a formação.


    FUNÇÕES OU CARACTERÍSTICAS:

-    Deve impedir a migração do fluido da formação para o poço;
-    Não deve danificar a formação;
-   Deve promover o carreamento  de partículas sólidas que se encontrem no poço tais como: cimento, areia, detritos ou limalha;
-    Deve ser limpo;
-    Não deve ser corrosivo;
-    Não deve trapear gás;
-    Deve ser econômico ( barato ).

     TIPOS DE FLUIDOS MAIS UTILIZADOS:

1)      Base água:
  - água doce com 1% de kcl e desemulsificante ( 62,4 lb / pé ³ )
  - água doce com cloreto de Sódio (nacl) (peso até 74,0 lb / ³ );
      - água doce com Cloreto de sódio + Cloreto de Cálcio ( 75 a 82 lb / pé );
2)      Petróleo, de preferência da própria zona ( +_ 50 lb / pé ³ ).

3)  Fluidos gelificados: água com polímero orgânico. Bem mais caro, usado eventualmente quando ocorre grande perda com petróleo ou água adensada. 

Outro recurso utilizado para estancar perdas, são os tampões de Calcita ou de Risol.
Existe tecnologia desenvolvida para a preparação e uso de outros tipos de fluidos como: espuma, emulsões, óleos viscosificados etc.,porém, na prática estes fluidos quase não são utilizados na UN-BA.

O “overbalance” ou diferencial de pressão que um fluido deve ter é de 15kg / cm ² para campos ou poços de desenvolvimento e de 20kg / cm ² para poços pioneiros.

Normalmente as programações citam as pressões das formações, pelo menos a pressão estática esperada, e já especificam o fluido a ser utilizado no poço. Se quisermos conferir, basta calcularmos a P.H. e compará-la à P. E. para nos certificados de que o diferencial está adequado, observe que na produção o peso específicos dos fluidos são expressos em lb / pé ³.

PACKER FLUID: é o fluido que deve ser deixado sobre um packer ( no anular ) ao equiparmos o poço. Este fluído deve conter inibidor de corrosão.

Todos os fluídos utilizados na produção, exceto o petróleo, são confeccionados são confeccionados na estação de lama do GEFLAB ou seja, chegam na sonda pronto para o uso. Já o petróleo é solicitado das estações coletoras dos campos, sendo que nem todas elas têm instalações adequadas para tal fim.

Todo o sistema por onde o fluído passa, desde os tanques de transporte, sucção, bomba, tanque da sonda e linhas de ataque e retorno, deverão estar bem limpos para não contaminar o fluído e posteriormente danificar a formação. 

FLUIDOS UTILIZADOS NA COMPLETAÇÃO:

1-    Água do mar é para limpeza do poço. não pode entrar em contato em contato com a formação produtora ( formação de prcipitados ).

2-      Água do mar adensada é para limpeza; fluido de corrente; fluido para squeeze.

3-      Solução salina é  fc padrão: água industrial + adensidade = aditivos

4-    Colchão de limpeza é a base de bentonita, para carreamento de solidos ( corte de cimento ). não deixar entrar em contato com canhoneados.

5-    Colchão viscoso é a base de polímeros ( cellosize ). para carreamento de sólidos e combate a perda. pode entrar em contato com canhoneados.

6-      Colchão lavagem é a base de detergente para remoção de lama a base óleo

7-  Tampões de perda é para combater a perda de circulação. fabricado a base de polimeros ( cellosize ), resinas 9 J – 237; J – 330 ) ou agentes obturantes ( calcita ).


CUIDADOS NO PREPARO E CONSERVAÇÃO DO FLUIDO*      

-   Fluido de completação deve ser:
1.        isento de detritos
2.        compatível com a formação
3.         anti-corrosivo
-      lavar rigorosamente tanques e linhas;
-     checar  funcionamento das valvulas e drenos dos tanques com água do mar; impedir que pedaços de sacos, cordas, copos plasticos, pontas de cigarros, etc., sejam atirados aos tanques de fluido

3)   ESTABILIZADORES DE ARGILAS - 

Evitam o inchamento da argilas as quais tamponam os poros da rocha (queda na produtividade):
         *  cloreto de potassio   (KCL)
         *  cloreto de amonio  ( NH³ CL)
-           sempre que posivel, filtrar fluido preparado em elementos de 25 micra e 2 a 5 micra
-           não usar bentonita e evitar polimeros para vedar calha e valvulas

4)   INIBIDOR DE CORROSÃO / BACTERICIDA
                                                                     
     *  dicromato de sodio

5)   REGULADOR DE PH  -  AJUSTE DE ACIDEZ  OU  ALCALINIDADE

     *  soda caustica   ( NaOH )

6)   POLIMEROS  -                                    

     * espessantes viscosificam o fluido
     * hidroxi - etil celulose ( CELLOSIZE - HEC)

7)   COMBATE A PERDA 

     -  resinas soluveis: J - 330; J - 247


                                 TABELA DE PRODUTOS PARA FLUIDOS
                           

            PRODUTO                              UNIDADE                                FUNÇÃO
BENTONITA
SACO  25 KGS
COLCHÃO DE LIMPEZA
CARBONATO DE CALCIO
SACO  30 KGS
COBATE A PERDA
CLORETO DE CALCIO
SACO  50 KGS
ADENSANTE
CLORETO DE POTACIO
SACO  50 KGS
INIBIDOR INCHAMENTO DE ARGILA
CLORETO DE AMONIO
SACO  25 KGS
INIBIDOR INCHAMENTO DE ARGILA
DETERGENTE AMONIO
TAMBOR  200 l
COLCÃO DE LAVAGEM
DICROMATO DE SODIO
SACO  40  KGS
INIBIDOR DE CORROSÃO E BACTERICIDA
DISSOVAN  2489
TAMBOR 50  l
PREVENTOR DE EMULSÃO
J - 237
BALDE  50 GAL
RESINA COMBATE A PERDA
J - 330
TAMBOR  48 GAL
RESINA COMBATE A PERDA
SODA CAUSTICA
SACO  25 KGS
CONTROLE  pH
SURFLO  HS - 1
BOMBONA  50  l
PREVENTOR DE EMULSÃO
UPET-PAN  207
BOMBONA  50  l
PREVENTOR DE EMULSÃO

3 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...